12.8.13

Fanfiction "Live without Life" - 26º Capitulo

Olá boa noite a todos!

Hoje temos novo capítulo de "Live without Life", a continuação da fanfic "Blue Moon" de Tânia Dias. 
Irá ser postada também as Segunda-Feiras, por volta das 21h00.

NESSIE POV 

Quando ouvi aquelas palavras entrei em choque, não me movi a minha mente não raciocinava direito. O meu bebe, morreu? Comecei a rir feita maluca.

- Ness? – Perguntou o Jake preocupado.

- Eu estou bem, mas então vô? Não se brinca com uma coisa destas!

- Eu não estou a brincar Nessie, infelizmente não. – O meu avô abraçou-me. E saiu para nos deixar conversar.

- Jake? – Chamei-o e ele abraçou-me, e se ele deixar de gostar de mim agora que não posso ter filhos?

- Amorzinho, não precisamos de filhos para sermos felizes, não vou deixar de gostar de ti por causa disso.

- Advinhas sempre os meus pensamentos. – Beijei-o, mas nem isso apagava a dor que estava a sentir.

- Vamos para casa, vai-te fazer bem, estar com a família. – Ele levou-me ao colo até ao carro, eu ainda estou em estado de choque. Eu fiquei encolhida no meu lugar sem me mexer, não vi nada passar, não sentia nada. Ouvia murmurinhos à minha volta, mas não ligava a única coisa que estava na minha mente era que o meu bebe, o meu bebe! Tinha morrido, e agora não podia dar a Jake aquilo que ele mais queria. Não sei quanto tempo passou, nem quando chagamos a casa.
Os meus pais receberam-me com um abraço e, a minha mãe e a tia Rosa não me largaram, tinha uma de cada lado sentadas ao meu lado, acariciando-me os cabelos e as costas, tentando dar-me conforte e segurança.
O Jake estava sentado à minha frente e o meu pai atrás de mim. Os outros simplesmente à minha volta. Nas minhas mãos estava um copo com qualquer coisa misturada que era suposto ajudar-me a descansar. Eu queria chorar, mas não tinha mais lágrima.
Queria correr desfazer alguém ou alguma coisa, mas não posso porque sempre que me mexo parece que sinto o que podia ter sido, o meu bebe a mexer-se morto dentro de mim, e o buraco no meu coração aumenta mais. Apertei mais os dedos ao redor da caneca, e esta desfez-se molhando-me com aquele líquido.
A minha mãe, a tia Lice e a ti Rose levaram-me para cima, deram-me um banho e vestiram-me. Eu apenas fazia o que elas me mandavam. Deitaram-me na cama cobrindo-me. E assim passaram três dias, pelo menos acho que foi esse o tempo que passou… Eu não comia nem bebia direito. A única coisa que se alterava era a entrada e saída das pessoas.
Estava deitada na cama quando ouvi uma conversa, que pela primeira vez me despertou o interesse. Apurei o ouvido um bocadinho.

- Eu não vou fazer isso a Nessie. – Pareceu-me a voz da Tânia.

- Ela não merece viver com aquela dor, ao menos se a esquecesse não sofria. – Desta vez foi o meu pai.

- Não te conheço muito bem Tânia. – Foi a voz do Jake que surgiu. – Mas pareces ser boa pessoa. A Nessie, esta a sofrer e eu só quero tirar essa dor dela.

- Tânia, sei que vais fazer o mais correto. – Ouvi a voz da minha mãe.

- Ela vai-me odiar quando descobrir. – Respirou fundo. – Eu faço. Depois de ouvir aquelas palavras não me lembro de mais, nada. Acordei com o Jacob a sorrir ao meu lado. Sorri e beijei-o, ele abraçou-me com muita força, levantei-me e fui tomar banho
 -----------------------------------------------------------------------------------------

Para a semana há mais!

Sem comentários: