24.6.13

Fanfiction "Live without Life" - 19º Capitulo

Olá boa noite a todos!

Hoje temos novo capítulo de "Live without Life", a continuação da fanfic "Blue Moon" de Tânia Dias. 
Irá ser postada também as Segunda-Feiras, por volta das 21h00.


TÂNIA POV 

Delineei com o meu dedo indicador os seus músculos das costas. Enquanto eu sentia choques a percorrem o meu corpo a partir da ponta do meu dedo, observei-o a ficar com pele de galinha, e ri-me.

- Ficaste com pele de galinha. – Falei com um sorriso na voz.

- Se eu te aleijar diz. – Posso fazer força a mais e aleijá-lo, tenho de manter isso em mente. Continuei a massagem, deixando as minhas mãos passeando livremente pelas suas costas. Como eu queria encostar o seu corpo ao meu, sentir os seus abdominais bem definidos contra a minha pele, passar as mãos pelos seus cabelos, e sentir os seus lábios… Que raio? Ter tido aquela conversa com o Ian está-me a afectar a cabeça. Eu não estou apaixonada pelo Alec…

- Pronto, que tal sou a fazer massagens? – Ele continuou imóvel, sem me responder. – Alec? – Chamei. Nada. Belisquei-o, e ele saltou, ficou virado de frente para mim. Eu estava debruçada sobre ele, logo quando ele se virou a cara dele ficou a centímetros da minha. Consegui sentir o seu hálito, a sua respiração... Afastei-me. Respirando com um pouco de dificuldade.

- Foi boa a massagem? – Perguntei.

- Tens umas mãos maravilhosas. – Corei. Os meus olhos estão fixos nos seus lábios. Embora os lábios dele não fossem finos, pareciam chamar-me.

- Levanta-te. – Ordenei, enquanto me levantava. Já não tinha vergonha de estar só de bikini à frente dele. Ele assim o fez. – Preciso de fazer isto. – Murmurei e puxei contra mim, abracei-o pelo pescoço, e ele abraçou-me a cintura. Eu queria-me aproximar mais dele, mas mais era impossível. Senti os músculos deles contraírem-se com o meu toque, enquanto os meus ameaçavam ceder aos choques que os percorriam. Isto não é certo, eu não estou apaixonada por ele, mas mesmo assim aprecio o seu toque na minha pele. Ele também me prendia com força.

- Desculpa, estou a ficar maluca, só pode. – Murmurei. Mas sem o soltar.

- Tu não estás a ficar, tu és maluca. – Sussurrou, rindo-se. – Mas não faz mal, porque é assim que eu gosto de ti. – Sorri. Com relutância larguei-o. Eu estou vermelha, consigo sentir a minha cara a arder. Saltei para dentro de água, e fiquei sem vir cá acima respirar. Que vergonha, ainda vai pensar que gosto dele. Será que gosto? Não, eu não gosto.

- Tânia? Estás bem? – Ouvi-o preocupado e senti-o a pular para a água. Há quanto tempo, estou aqui em baixo? Levantei-me.

- Diz. – Não o olhava nos olhos, estava com vergonha…

- Preocupaste-me, estavas à uns cinco minutos debaixo de água.

- Eu não preciso de respirar, totó. É melhor sairmos para nos secarmos. – Disse fiz força com as mãos na margem do rio, e subi. Deitei-me por cima do lençol, de barriga para baixo. Escondi a cara nos meus braços. Não ouvia nada, até pensei que ele tivesse ido embora, que vergonha, eu passei-me só pode.
O Alec é meu amigo, não, é o meu melhor amigo, não posso nem vou estragar a nossa amizade por nada no mundo. Mas agora nem consigo olhar na cara dele. Fechei os olhos e lembrei-me da primeira vez que quase nos beijamos.

FLASHBACK ON

- A menina dança? – Perguntou, antes que pudesse responder que não, ele pegou na minha mão e conduziu-me a pista de dança, podia ter-me soltado facilmente, sou mais forte que ele, mas as minhas forças falharam, graças aos choques percorreram o meu corpo.

- A serio Alec, larga-me. Eu não vou obedecer ao Ian. – Falei frustrada.

- Então não obedeças, dança comigo. - Não. – Soltei a minha mão da dele.

- Por favor? – Pediu. Estávamos num canto quase remoto da pista dança, logo ninguém reparou no que se passava.

- Não. – Virei costas para sair, mas ele agarrou a minha mão e puxou-me contra ele. Fiquei completamente encostada a ele, com as mãos no sei peito. As nossas caras estavam tão perto que conseguia sentir a sua respiração, os nossos lábios apenas a uns centímetros de distância. – Solta-me. – Sussurrei.

 -----------------------------------------------------------------------------------------

Para a semana há mais!

Sem comentários: