13.5.13

Fanfiction "Live without Life" - 13º Capitulo

Olá boa noite a todos!

Hoje temos novo capítulo de "Live without Life", a continuação da fanfic "Blue Moon" de Tânia Dias. 
Irá ser postada também as Segunda-Feiras, por volta das 21h00.


TÂNIA POV 

Descemos rapidamente para baixo, e todos os rapazes estavam de smoking, ignorei toda a gente e fui a cozinha, comer um bocado de chocolate. Eu não preciso de comer, mas ajuda a que tenha menos sede. Dirigi-me à sala e fomos.
O meu primeiro baile, e vou com o meu melhor amigo. Só espero que corra bem

- Relax mana. – Assustei-me quando ouvi Ian. Depois ele chegou-se mais a mim, para só eu ouvir. – Vais me contar qual é a história de dormires com o Alec.

- Tá bem, mas hoje não vais fazer cenas pois não?

- Não, se fizer é em casa. E, já agora, estás linda. – Disse e depois sorriu, na pude dizer mais nada porque chegamos. Todos saíram de braço dado com o seu companheiro, logo eu fiz o mesmo com o Alec. Toda a gente nos encarava, o que me fez revirar os olhos.
O salão de baile estava enfeitado de luzes e flores.

- Desta vez, danças? – Perguntou Alec.

- Claro. – Seguimos para a pista de dança. – Eu não sei dançar Alec. – Queixei-me com a música rápida que começou a tocar.

- Segue o ritmo da música. – Até não me safei mal a dançar. Mas prefiro músicas em que não tenha de me mexer muito. Acabou a música e eu puxei-o para a mesa de comes e bebes, peguei em batatas e comecei a comer, mas eu tinha era sede, na tentativa de a apagar bebi sumo. O que por incrível que pareça fez com que ela acalmasse.

- Não é justo, toda a gente, troca. – Falei rindo.

- Deixa lá. – Falou sorrindo, depois o olhar dele focou-se noutro ponto e o sorriso desmoronou-se. – O teu amigo deve estar a ponderar se vem aqui. – Disse antes que eu me pudesse virar.

- Ah…pois… - Disse vagamente ao lembrar-me que lhe tinha prometido uma dança.

- Sabes o que ele quer? – Perguntou.

- Sim. Ele fez-me promete-lhe uma dança. – Ele rosnou, tão baixinho que tive que me esforçar para ouvir.

- Provavelmente subornou o DJ, para por a tocar uma música lenta, para puder te por as mãos.

- Andas a tentar roubar o lugar ao meu irmão? – Perguntei na brincadeira. Ele ficou numa postura muito direita e eu virei-me ao mesmo tempo que ouvi:

- Olá Tania! – Era o Ricardo.

- Olá. – Ele olhou para o Alec e estremeceu ligeiramente. Ele era da minha altura, como eu estava de saltos estava ligeiramente mais alta.

- Er… prometeste-me uma dança… - Falou um pouco a medo. Olhei para o Alec tentando conter o riso.

- Pois foi. Alec? – Virei-lhe costa e olhei para o Alec. – Tenho que dançar com ele, promessa é promessa, já volto. – Dei-lhe um beijo na bochecha e afastei-me com o Ricardo. Como o Alec tinha dito começou a tocar uma musica muito lenta, peguei na mão direita dele, e depois coloquei a minha mão esquerda nas suas costas. Revirei os olhos para o Alec. E ele riu-se.

- Estás muito bonita. – Falou. Eu corei.

- Obrigado, também não estas, nada mal. – Pelo canto do olho, vi o Alec a ir dançar com outra rapariga, uma rapariga loira, alta, elegante, com um corpo de fazer inveja a qualquer um, um rosto perfeito, pálida, de olhos azuis esverdeados. A sua beleza só era batida pela da Rosalie. Deu-me uma raiva enorme, só me apeteceu espancá-la, fazê-la ficar toda imperfeita.

- Ei acorda.

- Hum? Desculpa diz. – Falei focando-me nele um bocado.

- Danças outra vez comigo? – Reparei que a música já tinha mudado.

- Sim. – O Alec estava entretido com a Loira, então eu ia-me divertir com o Ricardo. Não sei porque é que estou irritada, o que é que eu queria? Que ele ficasse encostado a parede a espera que eu acabasse de dançar com o Ricardo?

- Se quiseres pudemos parar.

- Hum?

- Estava a dizer que não precisas de dançar comigo.

- Hum… Eu danço. – Continuamos a dançar, mas os meus olhos estavam sempre no Alec e na Loira. De vez em quando ele dava-lhe aquele sorriso que até agora só o vira dar a mim.

- Faltas-te as aulas ontem de manhã.

- Não me apeteceu vir, então fui nadar.

- Com o frio que estava?!

- Depois de entrares já não tens frio

- Okay… - Lembrei-me do que tinha mos feito nesse dia, tinha sido tão fixe. A música acabou.

- Hum… Prometi ao meu irmão que dançava com ele.

- Tudo bem. – Afastei-me e sentei-me numa cadeira escondida, para que ele não me visse. E percebesse que tinha mentido, apenas não me apetecia dançar mais com ele.

 -----------------------------------------------------------------------------------------

Para a semana há mais!

Sem comentários: